quinta-feira, 30 de agosto de 2012

O Pregador


Conquanto não dominasse o português, era ouvido com atenção, porque mais pregava o testemunho da sua pessoa do que as palavras que pronunciava.

Foi um catequista nato. Aproveitava todas as oportunidades para falar de Deus. assim com os empregados da Casa em que residia, com os pobres, com as pessoas de pouca ou nenhuma cultura, com as crianças. 

Às vezes parava na rua e dirigia uma palavrinha a um menino ou a uma pessoa do povo. Ao pobre que batia à porta, ou comia da comida que viera mendigar, distribuía sempre o alimento substancial da Palavra de Deus.

Texto do Pe. Fausto Santa Catarina

Nenhum comentário:

Postar um comentário